EnglishItalianPortugueseSpanish

Você se comunica de forma assertiva ou agressiva?

Você sabe como se comunicar da forma certa?

Em um mundo agitado, com tanta correria, em que precisamos lidar com as nossas questões pessoais e profissionais, é normal acontecer algum deslize com a nossa comunicação, concorda? Só que uma palavra dita na hora errada ou de forma grosseira, pode acabar nos afastando do outro.

Aposto que você já ouviu a frase “eu nasci assim e terão que me engolir!”. Mas, será que na prática devemos ser tão radicais? É fato que cada pessoa tem sua personalidade e essência e devemos respeitá-las, mas acredito que determinados comportamentos prejudiciais podem ser trabalhados para evitar desgastes energéticos, brigas e até separações.

É importante ter bom senso ao dialogar para não criar uma atmosfera tensa em torno de nós mesmas. Afinal, falar tudo que se pensa nem sempre é sinônimo de sinceridade. Muitas vezes, é falta de educação. Então, fique atenta para a sua forma de se comunicar, pois a comunicação é a base de tudo!

Como saber se a sua comunicação é assertiva? Existem vários fatores que sinalizam que você está no caminho certo. Quer saber? Quando você consegue expressar seus sentimentos e opiniões de forma honesta (consigo e com o outro), considerando a opinião e sentimento da outra pessoa, é um ótimo sinal. Afinal, colocar-se no lugar do outro é um passo que pode parecer pequeno, mas que é importantíssimo para compreender o mundo do outro, com todos seus desafios e dificuldades.

Este tipo de diálogo cria pontes e fortalece os relacionamentos. E se você se identificou com esta forma de dialogar, é bem provável que a sua comunicação seja saudável e assertiva.

E quais são os sinais de uma comunicação agressiva? Ignorar o que o outro pensa, diz ou sente, são características de uma comunicação agressiva. E quase sempre esta forma de se comunicar é marcada por um tom de voz hostil, cheia de descaso com o outro.

Na comunicação agressiva não existe empatia, só intolerância, indiferença e conclusões precipitadas. E este tipo de diálogo não provoca nenhuma conexão.

E aí, com qual tipo de comunicação você se identificou? Assertiva ou agressiva? A proposta de bem-estar de hoje é que você reflita sobre a sua forma de se comunicar. Mas, seja qual for a sua resposta, não se julgue. Lembre-se de que tudo é energia e que só o autoconhecimento é capaz de criar uma conexão com a nossa essência, propiciando discernimento e diálogos mais positivos. E só a comunicação assertiva é capaz de fazer com que tratemos o outro exatamente da forma que gostaríamos de ser tratadas: com amor, respeito muita empatia.

– por Hélen de Souzah

Helen é Terapeuta Holística, Maestra em Reiki, Terapia Xamânica (limpeza energética profunda) e Massoterapeuta. Especializada em tratamentos energéticos para ajudar mulheres em seu processo de autoconhecimento. Conheça mais sobre a autora desse texto: Instagram: @helendesouzah

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin