EnglishItalianPortugueseSpanish

ONDE ENCONTRAR A PERFEIÇÃO?

Por um mundo onde pessoas imperfeitas não exijam perfeição das outras

Em algum momento das nossas vidas já nos perguntamos: onde encontrar a perfeição?  E sabe porque, até hoje, ninguém sabe afirmar onde a encontramos? Porque ela, simplesmente, não foi  definida! Tá bom pra ti, ou você precisa sofrer mais, em busca de um padrão que te falaram que era o correto? E, detalhe importantíssimo, nem esse “padrão correto”, é considerado PERFEITO, ou seja, tu vai andar em círculos e nunca vai se sentir satisfeita.

Se eu não posso definir o que é perfeição, se o outro também não tem como defini-la, e se o mundo inteiro não é capaz de classificá-la (porque né. perfeito só Deus, e ainda há quem duvide disso). Então, se nenhum ser vivo, nessa “budega” de mundo pode estipular, o que é ou não perfeição, porque você ainda sofre por não ser “perfeita(o)”?

Se a perfeição não tem definição, e eu não tenho argumentos para comprovar que, eu sou perfeita. Então, meus amores, a sociedade também não tem fundamento, suficiente, para me convencer de que eu não sou (muitos risos). Pegou a visão?

Não é pra sair por aí, se achando a última bolacha do pacote não. Apesar, que a última bolacha, sempre vem toda destruída, igual a moral de quem se acha mais do que os outros. Pronto, falei!

Eu não concordo com a frase “Perfeição não existe”. Pra mim, quem pensa assim, é tão sem humildade, sensibilidade, solidariedade e reciprocidade. Porque a perfeição existe sim! Ela só não tem padrão, definição. Perfeição é tudo aquilo que está, no máximo do “melhor de bom” (risos) para cada um. O perfeito não precisa ser coletivo, ele se da muito bem no individual.

Se cada ser, é um indivíduo. Ou seja, cada um, é seu próprio “mundo”. Cada um tem, internamente, suas regras, suas obrigações, suas metas, seus propósitos, seus agrados e opiniões. Se cada um é um, e ninguém, realmente, “entra”, habita e vive o mundo alheio, como que alguém pode julgar o que é “perfeito” para o mundo inteiro? Fala pra mim “culéga”?

O erro não está em procurar a perfeição. Mas usar como, padrão, a perfeição dos outros. A gente tem que buscar o nosso aperfeiçoamento, dentro do que for perfeito, para nós mesmos! Procure, todos os dias, ser sempre a sua melhor versão em tudo da sua vida. Se você está, verdadeiramente, entregando o seu melhor, então você é perfeita!

A perfeição, nada mais é, do que o nosso máximo, o nosso ápice, de hoje, tá. Não é o que você foi ontem, nem o que será amanhã. É no hoje! Ontem, você foi perfeita daquele jeito. Hoje, o seu melhor pode ser diferente. Às vezes, parece que fez mais, como pode parecer que fez menos, não importa. Se, a cada “hoje”, você der o seu máximo, então “hoje”, você será: PERFEITA.

É de extrema importância: desligar o externo e confiar no interno, esse é o caminho da perfeição. Só vai!

— por Laís Galhardi.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin